16 setembro 2010

o que elocubro



sobre



o que descubro



sob



o que cubro

4 comentários:

nydia bonetti disse...

quero um lugar
só meu
este lugar é aqui
este lugar nenhum
lugar algum
é onde
é onde não estou
neste lugar eu sou
(ninguém)

sempre tão bom te ler, arnaldo. bjo.

betina moraes disse...

arnaldo poeta,

é encantador para mim ver você ir além do significado das palavras e procurá-las como garimpeiro, juntá-las como parentes ou gêmeas e construir com elas um verso que faça sentido para quem lê. seu trabalho como estudioso é minucioso e visível! há grande qualidade. sua sensibilidade como poeta é superior.

um abraço de fã!

gorettiguerreira disse...

Arnaldo, vc além de ser ídolo dos meus filhos, é uma mente iluminada e ousada, vai além do temo.
Parabéns!
Beijos.
Goretti
Visite minhas letras em: Balaiodapoesia.blogspot

Bruno Soft disse...

Isso sim é poesia!!
Começo a ver pedaços dos meus
versos entremeados pelas suas
estrofes

E quem não foi Éder Jofre??